07/01/2010

Do jogo Monopoly ao jogo CashFlow



Não há vendedores, empresários ou gestores que não apreciem um boa partida do jogo Monopoly. Hoje, quase 1 séc. depois da primeira edição, temos um novo simulador - chama-se Cashflow - o jogo, e promete dar cartas na concretização de sonhos económicos e gestão de negócios virtuais.


Na década de 30´s surgiu o mais atraente e mais competitivo jogo económico de tabuleiro e ao longo de muitas edições com diferentes objectivos e formatos, tornou-se igualmente um jogo virtual disponível no formato de instalação e web. De todos, Monopoly Bolsa revelou-se um dos maiores sucessos. Poder comprar acções de uma propriedade e receber dividendos conforme a participação do jogador nessa propriedade, foi o factor de sucesso - um dos melhores jogos de todos os tempos, neste segmento.

Hoje temos também ao nosso dispor cashflow - criado pelo Americano Robert Kiyosaki - o autor do livro "pai rico, pai pobre", e apesar do preço, o jogo tem tido grande procura em alguns países.

Tive a oportunidade de o estrear e recomendo-o.

Neste jogo é possível encontrar diferentes oportunidades de investimento (imobiliário, empresarial ou financeiro), que vão surgindo ao longo da partida.



Tudo começa com um emprego e uma remuneração enquanto fonte de receitas. Enquanto fontes de despesa poderá ter encargos com filhos, amortização de empréstimos de carros ou casas, impostos, etc. Como acontece na vida real, no jogo também as despesas também vão aumentando com o seu azar nos dados, e por isso impõe-se a necessidade de encontrar, rapidamente, oportunidades de negócio, que aumentem o seu rendimento mensal. Comprar acções e aguardar a sua valorização ou os seus dividendos. Comprar imoveis para alugar ou para vender no momento da valorização (...) tudo isto é possivel sem sair de casa, em tabuleiro, em instalação para pc ou online.

Se há alguma lição economica a retirar deste jogo - ela diz-nos que a vida economica da maior parte dos investidores, não lhes permite cumprir os seus sonhos - numa vida muito semelhante à vida de um rato, que por muito que corra na roda, nunca sairá do mesmo sitio. Para inverter essa probabilidade o autor diz-nos que devemos conseguir ultrapassar (com esforço e estratégia) o circuito fechado da nossa vida economica, para (depois sim) podermos dar o salto para a estrada de sonhos a que ele chama de "fast track".

Sem comentários:

Procura uma agência de serviços web?

Procura uma agência de serviços web?
Consulte um parceiro de confiança. Consulte a iesolutions Portugal.

Arquivo...