21/12/2010

O fim da Publicidade no Google

A publicidade no Google e nos outros motores de busca, vai deixar de ser acessível às pequenas empresas. Ora, vejamos porquê.


A publicidade tornou-se irreconhecível
Foi no final dos anos 90´s que surgiram os motores de busca da internet, tal como os conhecemos à data de hoje. E, foi precisamente a partir desse momento, que a história dos meios e das estratégias publicitárias começou a rodopiar até que, enfim, se tornou profundamente irreconhecível. A partir de agora, pouco mais de uma década, será o tempo suficiente para que a maioria das empresas façam migrar para a web, (quase) a totalidade do seu investimento publicitário.

O porquê do sucesso:
A hegemonia dos meios publicitários online tem uma, ou melhor, várias explicações:

: ) A apresentação dos anúncios (impressões) é tendencialmente gratuita
: )) Os anúncios que são pagos são de baixo custo e na proporção dos cliques ou vendas realizadas
: )) Rapidez da preparação e implementação das campanhas publicitárias
: ))) Hiper-segmentação – campanhas mais centradas na pessoa e na situação de consumo do que propriamente nos tradicionais segmentos de mercado incondicionalmente heterógeneos.
: )))) Retorno elevado... etc, etc, etc


A internet criou grandes empresas
Assim, surgiu a democratização dos meios publicitários e até as pequenas e micro empresas e mesmo os profissionais liberais, até esses, puderam lançar campanhas de grande alcance, com um pequeno investimento. Alguns deles têm hoje grandes empresas que vendem quase exclusivamente através da Web.

As pequenas empresas ficarão para trás.
Acontece que pelo andar da Carroagem, essa democratização está prestes a cair por terra e estamos na eminência de tornar a web, e em particular os motores de busca, em meios publicitários exclusivos das grandes empresas e dos grandes monopólios empresarias. Com o aumento gradual e significativo, do investimento das grandes empresas na publicidade online e com a chegada de mais investimento proveniente das empresas de todo o mundo, o mercado da publicidade low cost, o conceito de democracia e de acessíbilidade nos meios publicitários online, será esmagado, mais uma vez, pelos pais ricos da economia.


Aparecer no Google: não será para qualquer uma
A optimização dos websites para os motores de busca, isto é, o aparecimento dos websites das empresas nos motores de busca depende essencialmente do número de visitas, da antiguidade do website, do nome do endereço electrónico e da capacidade técnica da empresa que desenvolveu o website, etc, etc. Então será fácil perceber que as grandes empresas estarão sempre nos primeiros lugares, em detrimento das restantes que ficarão algures, entre os milhões de resultados que são menos visualizados.



A publicidade terá valores proibitivos
A publicidade nos motores de busca que é realizada para colocar um website nos primeiros resultados (patrocinados), é vendida por leilão – ou seja quem paga mais, aparece em primeiro. O resultado é evidente – as grandes empresas ficarão em primeiro lugar e as restantes ocuparão um lugar mais afastado do olhar dos internautas.

Os domínios mais relevantes já estarão reservados
O nome do endereço electrónico do website, tem uma importância extrema. Em poucos anos, a maioria dos domínios mais relevantes, estarão todos comprados pelas grandes empresas.

O que fazer hoje para ter resultados amanhã?
Com isto quer-se aqui dizer o seguinte: Nos próximos dez anos, entre as pequenas empresas, só terão grande visibilidade na web, aquelas que se prepararem e aquelas que reunam as seguintes condições:

- Têm um ou vários domínios electrónicos com o nome da empresa, com o nome da àrea de actividade ou com nomes mais pesquisados na internet.

- Têm esses dominios registados e indexados nos motores de busca, há bastantes anos;

- Têm um número de visitas mensais um histórico de visitas consideravelmente elevado, com o apoio do google adwords ou através de outros meios de grande retorno;

- Difundiram na internet (em blogs, fóruns ou outras redes sociais) uma quantidade considerável de links que encaminhem os utilizadores para os seus websites.

-Têm páginas correctamente optimizadas para os motores de busca, há bastantes anos.

- Dominam as estratégias de comunicação e de marketing online e são capazes de criar conteúdos publicitários atractivos e adequados à web.

- Possuem um número considerável de recomendações de clientes, publicadas na web.

Em resumo:

As pequenas empresas que hoje investem na publicidade online e que desenvolvem as suas estratégias, estão a preparar-se para atingir elevado nível de reputação perante os utilizadores da internet e no futuro esse trabalho, que foi realizado ao longo destes anos, será diferenciador e proporcionará um retorno considerável. As outras, que se vão abster de realizar este investimento, terão, pelo contrário, muita dificuldade em penetrar no mercado das vendas online, e dificilmente serão capazes de atingir os elevados níveis de retorno que a internet proporciona e que continuará a proporcionar de forma crescente.

Sem comentários:

Procura uma agência de serviços web?

Procura uma agência de serviços web?
Consulte um parceiro de confiança. Consulte a iesolutions Portugal.

Arquivo...